Archive for maio 14th, 2020

Após dois meses de quarentena hospital Walfredo Gurgel confirma primeira morte de Covid

Hospital Walfredo Gurgel é especializado em traumas — Foto: Inter TV Cabugi

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, maior do Rio Grande do Norte, confirmou a primeira morte de um paciente com o novo coronavírus, na quarta-feira (13). Apesar de não ser uma unidade especializada em tratamento da Covid-19, o Walfredo Gurgel contabiliza ainda pelo menos 30 profissionais da saúde infectados com a doença.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), o paciente chegou ao hospital em Natal com uma hemorragia intracraniana grave decorrente de um acidente doméstico no dia 5 de maio. O homem foi submetido a uma tomografia, que apresentou um resultado de padrão “vidro fosco” indicando assim uma alteração na estrutura pulmonar.

O resultado foi considerado “sugestivo” para a Covid-19 e o paciente foi encaminhado para uma ala de isolamento do Walfredo Gurgel. Foram colhidas duas amostras para exame de detecção do novo vírus. Durante o internamento, o homem piorou e faleceu na terça-feira (12).

O exame que testou positivo para diagnóstico do novo coronavírus chegou ao hospital, na noite de quarta (13). De acordo com a direção do Hospital Walfredo Gurgel, que é referência em traumatologia no estado, dos 30 funcionários infectados com a nova doença, “alguns” já se recuperaram e retornaram às atividades.

Ainda segundo os gestores do hospital, quando um funcionário apresenta qualquer sintoma de coronavírus, ele é encaminhado para o Núcleo de Assistência à Segurança e a Saúde do Trabalhador (NASST). Em seguida o servidor é afastado por sete dias e só passará por teste após o oitavo dia de afastamento, caso esteja assintomático há 72 horas.

G1RN

Líderes na Assembleia debatem CPI da Arena das Dunas e medidas para conter efeitos da Covid-19

Os líderes de partidos e blocos partidários da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte debateram sobre a necessidade de investigar irregularidades apontadas por auditoria no contrato firmado da Arena das Dunas entre o Governo do RN e o Consórcio Arena das Dunas Concessão e Eventos S/A, além das medidas para conter a disseminação do novo Coronavírus no Estado e os efeitos provocados na educação e economia.

“Gostaria de reforçar a importância da CPI da Arena das Dunas e parabenizar o deputado Sandro Pimentel (PSOL) pela iniciativa, além de reforçar o apoio da bancada do Solidariedade, que assinou o pedido dando a possibilidade que a CPI seja aberta na Assembleia”, destacou o deputado Allyson Bezerra (SDD). O deputado Coronel Azevedo (PSC) também declarou apoio à abertura de investigação. “A minha assinatura está garantida. A Assembleia precisa apurar esses fatos para defender o recurso público que é do povo”, disse.

Covid-19
O debate em torno das medidas para conter a disseminação do novo Coronavírus no Estado e dos efeitos provocados na educação e economia é permanente entre os deputados da Assembleia do RN. Preocupado com a manutenção do ensino para os alunos da rede estadual de educação, o deputado Dr. Bernardo (Avante) destacou a importância da união entre os poderes constituídos nesse sentido. “Já existe um abismo entre alunos da rede privada e pública, e a pandemia vem aumentar ainda mais. É importante que os alunos possam ter acesso às aulas a distância e não serem prejudicados”, destacou.

O presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) citou convênio assinado que abre espaço na programação da TV Assembleia para transmissão das aulas da rede estadual de ensino. “Essa tem sido a contribuição da Assembleia do RN, através de um esforço de todos os deputados, para que esses alunos não fiquem sem aulas. Sabemos que grande parte dos alunos não tem acesso à internet. Essa foi uma forma da Assembleia do RN contribuir”, garantiu.

Na área de saúde, Dr. Bernardo pediu atenção para a situação de atraso nos salários dos médicos que atuam na Associação de Proteção e Assistência a Maternidade e Infância de Mossoró (Apamim). “Estão sem receber salários desde dezembro. Peço compreensão do Governo do Estado para evitar colapso na área de obstetrícia em Mossoró e região Oeste”. 

A baixa adesão ao isolamento social e o aumento dos casos de Covid-19 em Areia Branca receberam destaque no pronunciamento do deputado Souza (PSB). “O município tem menos de 30 mil habitantes e o índice de óbitos avança de forma mais frequente. No início, sem registro de mortes, as pessoas não seguiam as medidas e nem eram fiscalizadas. Somos vizinhos do Ceará, próximo de Mossoró e cidade portuária. Por isso chamo atenção das autoridades sanitárias para Areia Branca”, alertou.

O deputado Allyson Bezerra ainda sugeriu a criação de uma linha de crédito para socorrer os motoristas de transporte escolar, “que estão sofrendo sem renda e sem poder trabalhar de forma remota”. E o deputado George Soares (PL) destacou o lançamento de aplicativo para agendamento de consultas médicas online pelo Governo do RN, fruto de contribuição de seu mandato. 

Segurança pública
O deputado Coronel Azevedo também pediu a resolução do atentado contra um radialista e blogueiro, no sábado (9), na RN-118, quando voltava do Alto do Rodrigues para Pendências. “Esse é mais um caso que desafia a segurança pública do RN. Não podemos admitir esse tipo de coisa. Os profissionais do jornalismo exercem um papel fundamental para a democracia”, afirmou.

Assembleia aprova decretos de calamidade para mais quatro municípios

Na sessão ordinária por videoconferência desta quarta-feira (13), os deputados aprovaram decreto de calamidade pública para os municípios de Arez, Espírito Santo, Guamaré e Martins. Relator da matéria, o deputado Gustavo Carvalho (PSDB) deu parecer favorável devido às dificuldades das prefeituras nesse momento de pandemia.
 
Ao todo, os deputados já aprovaram 105 decretos de calamidade pública para municípios do Rio Grande do Norte. Esses decretos têm como base as Leis Orgânicas dos Municípios e em consideração ao Estado de Emergência em Saúde Pública (ESPIN), decretado pelo Ministério da Saúde, em virtude da disseminação global da infecção humana pelo novo Coronavírus e a declaração da condição de transmissão pandêmica anunciada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
 
Os documentos também levam em consideração que a crise provocada na Saúde Pública, que impõe o estabelecimento das medidas de enfrentamento da pandemia.
 
Para tramitação dos expedientes a Assembleia Legislativa disponibilizou o e-mail secleg@al.rn.leg.br, através do qual a documentação pode ser remetida pelos municípios.