Archive for maio 2nd, 2020

PM suspende show que aconteceria em frente ao maior hospital público do RN

Apresentação precisou ser cancelada — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Apresentação precisou ser cancelada — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

A Polícia Militar suspendeu um show da Banda Grafith, organizado pelo Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed), que iria acontecer no pátio do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, na noite de sexta-feira (1º). A intenção era homenagear os profissionais da saúde no feriado do Dia do Trabalhador.

A apresentação seria transmitida nas redes sociais no formato de live – a exemplo do que outros artistas vêm fazendo durante o isolamento social por causa do coronavírus – mas foi suspensa. Segundo a PM, o evento se enquadrava como evento público e não como uma live fechada.

A Polícia Militar suspendeu um show da Banda Grafith, organizado pelo Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed), que iria acontecer no pátio do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, na noite de sexta-feira (1º). A intenção era homenagear os profissionais da saúde no feriado do Dia do Trabalhador.

A apresentação seria transmitida nas redes sociais no formato de live – a exemplo do que outros artistas vêm fazendo durante o isolamento social por causa do coronavírus – mas foi suspensa. Segundo a PM, o evento se enquadrava como evento público e não como uma live fechada.

G1RN

Governador do Rio comprou em empresa inidônea 300 respiradores por 56 mi de reais e os hospitais não receberam nada

PGR pede abertura de inquérito contra Wilson Witzel | VEJA
O governador do Rio, Wilson Witzel Pablo Jacob/Agência O Globo

Um caso criminoso foi registrado pelos jornais, quando o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel ,comprou, sem licitações, 300 respiradores para socorrer pessoas infectadas nos hospitais, a uma empresa que nunca vendeu nada, quase uma empresa fantasma, sem comprovação de que fabricava os ventiladores mecânicos.

O caso é gravíssimo, pois enquanto algumas vítimas estão morrendo o governador do Rio que deseja ser presidente da República parece ter roubado o dinheiro.

Foram comprados 300 ventiladores mecânicos por 56 milhões de reais. O Brasil precisa reagir. Caso culpado esse ex-juiz tem que perder o cargo e ser preso.

Na tal emergência e calamidade já passaram mais de 40 dias, e o governador se diverte com o dinheiro que era para salvar vidas. É isso, mesmo ou estou enganado?

O ditador coreano não morreu, Kim Jong-un reaparece em público na Coreia do Norte, diz agência

Foto da Internet

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, fez a sua primeira aparição pública em mais de 20 dias, encerrando rumores de que estava morto, noticiou a imprensa da Coreia do Sul. A primeira aparição pública de Kim Jong-un desde o dia 11 de abril aconteceu neste sábado (2), na inauguração de uma fábrica de fertilizantes.

A informação foi passada tanto pela agência estatal KCNA quanto pela sul-coreana Yonhap, que monitora o governo do país vizinho. A Reuters não pôde verificar independentemente o relato da KCNA.

Futuro presidente do TSE já admite adiar eleições: “em poucas semanas ou no máximo em dezembro”

Ministro Barroso tenta encontrar meios legais que resolva as eleições para prefeitos e vereadores / Foto da Internet

O ministro Luís Roberto Barroso, futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou nesta sexta-feira (1º) que há um “risco real” de que as eleições municipais de outubro, para escolha de novos prefeitos e vereadores, sejam adiadas em razão da pandemia do novo coronavírus. Segundo Barroso, se não houver condições para realizar as eleições em outubro, o pleito, na avaliação dele, teria de ser feito “em poucas semanas, ou no máximo em dezembro, para não haver risco de se ter que prorrogar mandatos”.

Barroso se disse ainda contrário à hipótese de se fazer a eleição municipal junto com a eleição nacional, em 2022, o que exigiria a prorrogação por dois anos dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores. “Sou totalmente contra essa possibilidade. A democracia é feita de eleições periódicas e alternância no poder”, afirmou. “Os prefeitos e vereadores que estão em exercício neste momento foram eleitos para quatro anos.”

“Por minha vontade, nada seria modificado porque as eleições são um rito vital para a democracia. Portanto, o ideal seria nós podermos realizar as eleições. Porém, há um risco real, e, a esta altura, indisfarçável, de que se possa vir a ter que adiá-las”, afirmou o ministro em transmissão ao vivo em uma rede social promovida pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).