Archive for janeiro, 2019

Secretário da Previdência diz que Bolsonaro determinou reforma para ‘todos os segmentos’

O secretário nacional de Previdência, Rogério Marinho — Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O secretário nacional de Previdência, Rogério Marinho — Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse que o presidente Jair Bolsonaro determinou uma reforma nas regras de aposentadoria para “todos os segmentos” da sociedade.

Marinho deu a declaração nesta quarta-feira (30) em um evento organizado por um instituto de liderança pública em Brasília. Na plateia havia deputados e senadores recém-eleitos.

A reforma da Previdência é o primeiro grande projeto que o governo Bolsonaro deve enviar ao Congresso. A medida é considerada pela equipe econômica como essencial para sanear as contas públicas.

No entanto, representantes de algumas categorias, como militares das Forças Armadas, já argumentaram que devem ficar de fora da reforma, devido a características especiais de suas carreiras.

“Existem no Brasil pessoas que conquistaram privilégios e têm dificuldade de abrir mão desses privilégios. Mas o presidente [Jair Bolsonaro] determinou que todos têm que contribuir. Todos os segmentos. Ninguém vai ficar de fora. [A reforma da Previdência] vai levar em consideração todos os segmentos da sociedade brasileira”, afirmou Marinho.

De acordo com dados do Ministério da Economia, o déficit somado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sistema público que atende aos trabalhadores do setor privado, e dos Regimes Próprios dos Servidores Públicos (RPPS) da União, além do sistema dos militares, atingiu R$ 290,297 bilhões em 2018.

Desse valor total, o rombo do regime dos servidores militares, por sua vez, avançou de R$ 37,68 bilhões, no ano retrasado, para R$ 43,9 bilhões em 2018.

O déficit da Previdência Social é o principal fator, na avaliação do governo, que tem gerado rombos bilionários sucessivos nas suas contas. No ano passado, o déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar juros da dívida) foi de R$ 120 bilhões. Foi o quinto ano seguido de déficit primário.

G1

Prefeitura de Mossoró lança painel de empregos online

A Prefeitura de Mossoró, no Oeste potiguar, lançou essa semana o painel de empregos online. As vagas são atualizadas diariamente pelo setor de empregabilidade da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo. A partir de agora, os interessados podem acessar as vagas disponíveis através do site.

A iniciativa faz parte do projeto Mossoró Cidade Inteligente, que vem propondo soluções de conectividade para o serviço público municipal. O Município já oferece informação de horários e rotas de ônibus, através do aplicativo Cita Moby. A ouvidoria digital é outro serviço online disponibilizado pela Prefeitura, no qual a população pode solicitar serviços, sugerir e opinar através do hot site do projeto. Outro aplicativo com serviços para população é o “Cidade Iluminada”, em que é possível informar pontos de iluminação pública que estão apagados e solicitar reposição das lâmpadas

Agora, com o balcão de empregos online, será possível acessar as vagas disponíveis através do endereço online. “A proposta é facilitar para população, que poderá consultar as vagas de emprego disponíveis em qualquer terminal de acesso à internet”, frisou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Lahyre Rosado Neto.

Fonte: https://g1.globo.com

 

Operação de combate ao tráfico de drogas no RN apreende mais de R$ 100 mil

Operação Sal da Terra apreendeu mais de R$ 100 mil — Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte deflagrou nesta quinta-feira (31) uma operação denominada ‘Sal da Terra’, cujo objetivo foi o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão contra integrantes de uma facção criminosa que atuam no tráfico de drogas no estado. Mais de R$ 100 mil foram apreendidos e pelo menos 21 pessoas foram presas.

Os mandados foram cumpridos na Grande Natal, e em quatro cidades da região salineira do estado: Pendências, Alto do Rodrigues, Macau e Guamaré.

Cerca de 200 policiais civis e militares participaram da ação, que também contou com o apoio de agentes penitenciários.

Além do dinheiro, armas e drogas também foram apreendidas.

Fonte: https://g1.globo.com

Deputados dialogam com equipe econômica do Governo do RN

Em reunião convocada pela governadora Fátima Bezerra (PT), na manhã desta quarta-feira (30), os deputados estaduais assistiram a uma apresentação do retrato da situação fiscal e financeira do Estado. Oportunidade em que a governadora antecipou a discussão de alguns projetos que deverão ser encaminhados para a Assembleia Legislativa. O encontro aconteceu no auditório da Governadoria e contou com a presença de 21 deputados, além do vice-governador Antenor Roberto (PCdoB), de secretários e auxiliares. Fátima Bezerra pediu apoio ao Plano de Recuperação Fiscal que será enviado à Casa contendo medidas para combater a crise.

O presidente do Legislativo do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), afirmou que os parlamentares serão solidários ao momento de dificuldades que o Estado já vem enfrentando. “Mantendo o permanente diálogo atendemos à solicitação da governadora Fátima Bezerra para debater a situação econômica do Estado. E dentro da harmonia entre os poderes já interagimos sobre temas que serão apresentados pelo Poder Executivo ao Legislativo nos próximos dias. E salientamos que o cerne da Casa Legislativa sempre foi o de ser solidária com o estado do Rio Grande do Norte”, afirmou. Já atuando como líder do Governo no Legislativo, o deputado George Soares (PR) destacou que a situação é grave que é preciso dar celeridade aos projetos. “E o permanente diálogo da gestora com o conjunto dos 24 deputados será a tônica da gestão”, disse.

O secretário de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, fez uma explanação sobre a situação orçamentária, elencando os principais déficits e alertando para a necessidade de uma revisão das despesas. Os deputados externaram suas preocupações quanto aos serviços prestados à população, no caso da Saúde, quanto à execução das emendas parlamentares – que destinam 50% para a Saúde, Segurança e Educação – bem como em relação à possível venda de ativos do Estado e aplicação dos royalties, caso o Governo consiga antecipar a receita.

Da Assembleia Legislativa também estavam presentes os deputados Albert Dickson (PROS), Alysson Bezerra (Solidariedade), Coronel Azevedo (PSL), Dr. Bernardo (Avante), Eudiane Macedo (PTC), Francisco do PT, Galeno Torquato (PSD), Getúlio Rêgo (DEM), Gustavo Carvalho (PSDB), Hermano Morais (MDB), Isolda  (PT),  Kelps Lima (Solidariedade), Kleber Rodrigues (Avante), Nélter Queiroz (MDB), Raimundo Fernandes (PSDB), Sandro Pimentel (PSOL), Souza Neto (PHS),  Ubaldo Fernandes (PTC) e Vivaldo Costa (PSD). A deputada Cristiane Dantas (PPL) justificou a ausência motivada por procedimentos de saúde.

Também participaram da apresentação seguida de debate entre dos participantes; o procurador geral do Estado, Luiz Antônio Marinho da Silva, o controlador-Geral, Pedro Lopes de Araújo Neto, o secretário chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, da Tributação, Carlos Eduardo Xavier e o então deputado Fernando Mineiro, que assumirá a pasta de Gestão de Projetos e articulação institucional.

 

Assessoria

RN tem aumento de 33% nos repasses de royalties de petróleo e gás em 2018

Entrada da Unidade de Operações da Petrobras em Guamaré, na Costa Branca potiguar — Foto: Igor Jácome/G1

O Estado do Rio Grande do Norte recebeu um total de R$ 186,2 milhões em royalties de petróleo e gás no ano passado, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O crescimento é de 33% em relação a 2017, quando o governo recebeu R$ 139,1 milhões.

O governo estadual quer antecipar os royalties previstos até 2022 e receber os valores ainda neste ano, para pagar salários atrasados. O Poder Executivo já conta com uma autorização da Assembleia Legislativa para antecipar os valores relativos a 2019, mas quer estendê-la para os demais anos da atual gestão. Há três folhas salariais em aberto, que custam juntas quase R$ 1 bilhão.

Apesar do crescimento nos valores repassados pelo governo federal, o estado ainda recebeu recursos de royalties abaixo do valor de 2014, quando alcançou o auge de uma crescente que vinha experimentando. Naquele ano, a administração pública embolsou R$ 275 milhões.

As prefeituras também registraram acréscimo nos repasses de royalties no ano passado, ao longo do ano passado – inclusive maior que do estado. A diferença foi de quase 37% em relação ao ano anterior. Foram R$ 250,7 milhões contra R$ 183,1 milhões no ano anterior.

Mossoró, Macau e Guamaré, respectivamente, foram os municípios que mais receberam repasses de Royalties no ano passado. No acumulado do ano, a primeira cidade recebeu R$ 26,2 milhões, a segunda, R$ 20,2 milhões e a última, R$ 18,3 milhões.

Antecipação

As antecipações de royalties funcionam como empréstimo realizado pelo governo junto com um banco contratado pelo estado. O banco repassa o valor estimado para determinado período e recebe o pagamento, conforme o estado vá recebendo o repasse federal.

No estado, uma lei foi aprovada ainda durante o governo anterior, autorizando o estado a antecipar os royalties de 2019. Entretanto, o caso foi parar na Justiça, que proibiu o financiamento por considerar que a gestão não poderia antecipar recursos de outra administração que não fosse a sua.

Em janeiro, após um pedido do estado, sob a nova administração, a Justiça liberou o recurso. O governo discute a liberação com bancos oficiais. Segundo a secretária de Administração, Virgínia Ferreira, o Executivo também quer que os deputados estaduais aprovem uma lei autorizando a antecipação de royalties até do ano 2022 e negociação com bancos privados, para aumentar a concorrência.

O que são royalties

O royalty é uma compensação financeira paga à União, estados e municípios pelas empresas que produzem petróleo e gás no território nacional. Segundo a ANP, “uma remuneração à sociedade pela exploração desses recursos não renováveis”.

O valor incide sobre o valor da produção e é recolhido mensalmente pelas empresas concessionárias. A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) recebe o pagamento e distribui os valores.

Fonte: https://g1.globo.com

Bandidos abrem buraco em parede, invadem farmácia e arrombam caixa de banco na Grande Natal

Para entrar na farmácia, os bandidos foram a um terreno baldio que fica por trás do prédio e fizeram um buraco na parede dos fundos do estabelecimento — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Um terminal bancário 24h foi alvo de criminosos na madrugada desta quarta-feira (30) em Parnamirim, cidade da Grande Natal. O caixa, que fica dentro de uma farmácia localizada no bairro Santos Reis, foi arrombado com o auxílio de um maçarico.

Para entrar na farmácia, os bandidos foram a um terreno baldio que fica por trás do prédio e fizeram um buraco na parede dos fundos do estabelecimento.

Ainda não se sabe quantos eram os criminosos. A PM foi chamada após a central de alarmes ser acionada. Dentro da farmácia os policiais encontraram os equipamentos usados pelos bandidos, mas não há a confirmação se o dinheiro foi levado.

Fonte: https://g1.globo.com

Governo do RN confirma pagamento dos salários de janeiro; folhas atrasadas seguem sem prazo

A secretária de Administração e Recursos Humanos do Rio Grande do Norte, Virgínia Ferreira, confirmou que o governo vai concluir nesta quinta-feira (31) o pagamento do salário de janeiro dos servidores públicos estaduais. Vão receber uma segunda parcela dos vencimentos aqueles que ganham acima de R$ 3 mil e que não fazem parte da Segurança, que já teve salários pagos.

Ao G1, entretanto, a secretária confirmou que o estado ainda não tem prazo para o pagamento dos salários atrasados, como parte da folha de novembro, o mês de dezembro, e os 13º salários e 2017 e 2018.

Em reunião nesta quarta-feira (30), o governo vai apresentar aos deputados estaduais alguns projetos que visam garantir recursos extras para quitar essas folhas. O Executivo pede, por exemplo a aprovação de uma lei que garanta a antecipação de royalties de petróleo e gás de 2019, 2020, 2021 e 2022 – atualmente existe uma autorização para antecipar apenas o valor relativo a 2019, de R$ 162 milhões.

Nessa negociação, o governo antecipa em forma de empréstimo, os valores que ele estima que vai receber como repasse de royalties nos próximos anos, das empresas que exploram petróleo e gás no estado.

O estado também quer vender a concessão dos serviços bancários – por exemplo, as contas em que os servidores recebem os salários, bem como onde podem fazer empréstimos consignados – a um banco. Para isso, o governo também quer que a Assembleia o autorize a negociar não apenas com os bancos oficiais, como Caixa e Banco do Brasil, mas também com privados.

“Esses valores e também qualquer outros recurso extra serão usados para quitas os salários atrasados”, afirmou a secretária. “Não são apenas esses. O governo vem trabalhando também em várias frentes, como a dívida ativa”, acrescentou.

Já em reunião com o fórum de servidores, na tarde desta quarta-feira (30), o governo vai apresentar o cronograma para pagamento dos salários de fevereiro.

Salários

Após assumir o governo, no início do mês, Fátima Bezerra (PT) se comprometeu a pagar os salários dentro do mês. Para isso, começou a pagar a folha de janeiro, mas congelou a dívida que o Estado já tinha com os servidores. Os salários atrasados da gestão anterior só deverão ser quitados com a entrada de recursos extras.

Fonte: https://g1.globo.com

Justiça determina bloqueio de bens de desembargadores condenados por desvios de recursos do TJRN

A Justiça decretou a indisponibilidade de bens dos ex-desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado (TJRN) Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro. Ambos são acusados de envolvimento em esquema que desviou R$ 14 milhões do setor de precatórios do TJRN e ficou conhecido após a deflagração da operação Judas, em janeiro de 2012. A fraude ocorreu quando os réus eram presidentes do Tribunal de Justiça do RN, segundo investigações feitas pelo MPRN.

Na decisão, o juízo da 3ª Vara da Fazenda Pública do Natal, bloqueou os bens dos dois ex-desembargadores que foram condenados a prisão em julho de 2018. “A princípio, ressalto que a indisponibilidade de bens na ação de improbidade administrativa, prevista no artigo 7º da Lei n. 8.429/92, objetiva primordialmente garantir a futura reparação patrimonial ao ente público lesado”, escreveu o magistrado.

Osvaldo Cruz foi condenado em julho de 2018 por peculato e lavagem de dinheiro, com pena de 15 anos de prisão em regime fechado e 550 dias-multa. O desembargador aposentado Rafael Godeiro foi condenado a 7 anos e meio de prisão. Cada um deve devolver R$ 3 milhões aos cofres públicos. Ambos recorrem em liberdade.

Peculato é o crime praticado por servidor público ao se apropriar de dinheiro ou bens, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio. Já o crime de lavagem de dinheiro se caracteriza por um conjunto de operações comerciais ou financeiras que buscam ocultar ou dissimular a origem ilícita de recursos.

Além deles, foram condenados em 2012, por sentença da 7ª vara Criminal da capital, a ex-diretora da Divisão de Precatórios do TJRN Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal (9 anos e 4 meses em regime fechado), e seu marido, George Luiz de Araújo Leal Costa (6 anos e 4 meses em regime semiaberto).

Operação Judas

Uma investigação do Ministério Público Estadual deu origem à Operação Judas, que apontou um esquema de desvios de recursos do setor de precatório do Tribunal de Justiça, iniciado em 2007, quando Osvaldo Cruz era presidente do Tribunal. O esquema foi desbaratado em 2012, com as prisões da ex-chefe da Divisão de Precatórios do TJRN, Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal, e do marido dela, George Leal. Ambos foram presos em fevereiro de 2012, em Recife.

Após acordo de delação premiada, Carla e George assumiram a autoria dos crimes e citaram que tudo ocorria sob o consentimento dos ex-presidentes do TJRN, os desembargadores Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro. Em 2013, ambos foram afastados da Corte potiguar pelo Conselho Nacional de Justiça e aposentados compulsoriamente.

Fone: https://g1.globo.com

 

Governo do RN quer saber quanto renuncia em impostos e promete fiscalizar empresas beneficiadas

Carlos Eduardo Xavier, secretário de Tributação do Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1

O governo quer saber quanto deixa de arrecadar com isenções fiscais concedidas às empresas potiguares, ao longo do ano. A informação é do próprio secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, que assumiu o cargo no início deste mês. Ao todo, o estado tem 216 benefícios de isenção de ICMS, além de programas como o Proadi, o de redução de tributos sobre o QAV da aviação e o regime especial de atacadista, que também estão na mira do fisco.

“Hoje, a gente não tem esse número, essa renúncia total do estado, porque nós não temos ferramentas de tratamento de dados que nos permita fazer esse levantamento”, afirma o secretário. Por isso, o estado busca um financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para desenvolver o projeto Profisco 2, com objetivo de modernizar a estrutura tecnológica e de dados da Tributação estadual.

Em meio à crise financeira, com salários atrasados, o governo aumentou a arrecadação própria, que atualmente representa cerca de 60% das receitas do estado – no ano passado, foram arrecadados cerca de R$ 6 bilhões. O problema é que isso ainda não foi suficiente para colocar as contas do estado em dia. A meta, por enquanto é aumentar essas receitas e diminuir os custos da administração.

De acordo com o secretário, a pasta vai atuar principalmente em algumas frentes: a primeira delas é o combate à sonegação, que tira cerca de R$ 40 milhões mensais dos cofres públicos. Ao mesmo tempo, o governo não quer aumetar os tributos e quer manter programas de incentivos fiscais para geração de emprego e outras fontes de renda. Porém, é preciso ter controle sobre eles.

A secretaria quer criar mecanismos de controle dos programas de incentivos fiscias, de forma que possa acompanhar as contrapartidas como a geração de emprego, entre outros.

Proadi

A maior parte da renúncia fiscal, pelo menos, tem um valor aproximado estimado. O governo deixa de recolher cerca de R$ 330 milhões por ano, das empresas vinculadas ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi). Um total de 110 empresas médias e grandes são cadastradas e 105 estão usufruindo do benefício.

Resultado do Sisu 2019 será divulgado nesta segunda

Enem, usado no Sisu, Prouni e Fies, é o principal meio de acesso ao ensino superior no Brasil — Foto: Reprodução/RBS TV

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram encerradas às 23h59 deste domingo (27), conforme previsto no edital. As listas de aprovados em primeira chamada nas universidades públicas participantes devem sair nesta segunda (28) no site http://sisu.mec.gov.br/.

Aqueles que forem selecionados devem verificar, junto à universidade em que foram aprovados, qual o local, o horário e os documentos necessários para a matrícula — que irá ocorrer de 30 de janeiro a 4 de fevereiro.

Neste primeiro semestre, serão oferecidas 235.461 vagas em 129 instituições de todo o país.

Veja o calendário das próximas etapas do Sisu:

  • 1ª chamada: 28 de janeiro
  • Matrículas da 1ª chamada: 30 de janeiro a 4 de fevereiro
  • Inscrição na lista de espera: 28 de janeiro a 4 de fevereiro
  • Convocações de outras chamadas: a partir de 7 de fevereiro

Mudanças na lista de espera

Os alunos que não foram convocados na primeira lista podem se inscrever na lista de espera, entre os dias 28 de janeiro e 4 de fevereiro. Mas, atenção: as regras de inscrição na lista de espera deste ano mudaram.

Até 2018, o candidato a uma vaga no ensino superior poderia escolher duas opções de curso e desistir da segunda opção para ficar na lista de espera da primeira.

Agora, haverá uma chamada regular e o estudante selecionado em uma das duas opções de curso desta chamada não poderá participar da lista de espera. Se ele não for selecionado, poderá ficar na lista de espera de apenas uma das suas opções de curso. As convocações de outras chamadas estão previstas para ocorrer a partir de 7 de fevereiro.

Segundo o MEC, a mudança na lista de espera é para permitir “maior liberdade de escolha para os estudantes não selecionados na chamada regular dos processos seletivos do Sisu.”

A expectativa é que se reduza o tempo de convocação das listas de espera e que todos os estudantes estejam matriculados antes do período letivo. De acordo com a pasta, as mudanças poderão ajudar a diminuir a ociosidade das vagas.

Fonte: https://g1.globo.com

Assaltantes fazem arrastão em hospital, roubam TVs, celulares e levam carro de médico em Taipu, RN

O Hospital Municipal de Taipu, distante pouco mais de 50 quilômetros de Natal, foi alvo de criminosos na madrugada desta segunda-feira (28). Os bandidos fizeram um arrastão na unidade e levaram aparelhos de TV, celulares de funcionários e mais o carro de um médico.

Segundo o major Tony Swamarn, comandante da PM na região, testemunhas relataram que o crime aconteceu pouco depois das 3h. Eram seis os criminosos, dois deles armados com um revólver e uma pistola.

Os assaltantes renderam os servidores que estavam de plantão e tomaram deles os aparelhos celulares. Aparelhos de TV da unidade também foram levados, além de um Jeep Renegade, que pertence ao médico.

O carro ainda não foi encontrado.

Fonte: https://g1.globo.com

 

25 trabalhadores em condições análogas à escravidão foram resgatados no RN em 2018

Operações resgataram 25 pessoas em trabalho análogo à escravidão em 2018, no RN — Foto: MPT/Divulgação

Em 2018, 25 trabalhadores foram resgatados no Rio Grande do Norte após serem encontrados em condições degradantes no trabalho de extração da carnaúba e em cerâmicas da região do Vale do Açu. Os dados são da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), ligada ao Ministério da Economia e foram divulgados pelo Ministério Público do Trabalho por causa da celebração do Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, nesta segunda-feira (28).

Ao todo, o número de trabalhadores flagrados em condições análogas às de escravo no país chegou a 1.723 no ano passado. Entre 1995 e 2018, 61 trabalhadores foram achados nessa condição no Rio Grande do Norte.

Os resgates no estado em 2018 aconteceram no mês de novembro, em duas operações no Vale do Açu. Na soma, 25 pessoas foram retiradas de condições degradantes de trabalho.

Nas frentes de trabalho de extração da palha da carnaúba, que foram alvo da primeira operação, nenhum trabalhador encontrado havia sido registrado. Não havia equipamentos de proteção individual, apesar dos riscos que envolvem a atividade, nem controle de jornada de trabalho. Na ocasião, foram resgatados 19 trabalhadores, todos dormindo e fazendo refeições sem abrigo, na caatinga.

Já a operação realizada pelo Ministério Público do Trabalho e pelo Grupo Especial Móvel de Fiscalização no setor ceramista, que fiscalizou 31 olarias e cerâmicas, constatou descumprimentos de normas básicas de segurança, salubridade e higiene.

Segundo o depoimento de um dos trabalhadores, as refeições eram preparadas em fogueiras improvisadas no chão da olaria, e não havia banheiros. Foram resgatados seis trabalhadores que localizados dormindo e fazendo suas refeições sem condições de higiene e segurança, nas cerâmicas.

O número corresponde a 70% da marca histórica do Estado até então, que havia registrado o resgate de 29 trabalhadores que atuavam em Alto do Rodrigues, em 2004, e sete trabalhadores localizados em Maxaranguape, em 2008, todos empregados como mão-de-obra na fruticultura.

Dados nacionais

Em todo o país, somente no ano passado, o MPT recebeu 1.251 denúncias, ajuizou 101 ações civis públicas e celebrou 259 termos de ajuste de conduta (TACs) relacionados a trabalho escravo. Entre as atividades econômicas com maior número de trabalhadores nessas condições estão a pecuária e o cultivo de café. Segundo dados do Observatório Digital do Trabalho Escravo no Brasil, ferramenta desenvolvida pelo MPT em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), 30,9% dos trabalhadores em condições análogas às de escravo são analfabetos e 37,8% possuem até o 5º ano incompleto.

Os dados apontam é no meio rural onde os casos são mais frequentes. Segundo o levantamento nacional, foram flagrados 523 trabalhadores em condições análogas às de escravo em área urbana, enquanto que no meio rural foram registrados 1.200 casos.

A coordenadora regional de Erradicação do Trabalho Escravo (Conaete), procuradora do Ministério Público do Trabalho Lys Sobral Cardoso, afirmou que os casos de trabalho escravo urbano têm como um dos fatores o êxodo rural, que continua acontecendo no país. “Os trabalhadores continuam saindo do meio rural para o meio urbano. Por falta de oportunidades, eles se sujeitam a qualquer oferta de trabalho que surge, o que aumenta sua vulnerabilidade”, explica.

Fonte: https://g1.globo.com

Todos os sites divulgam a tragédia de Brumadinho, MG

 

Informações dão conta de que há pelo menos 200 pessoas desaparecidas.

O Brasil precisa rever todas essas empresas com muita rapidez.

O lucro não deve ser o único objetivo de quem investe. Mas a manutenção de tudo que dá lucro tem que ser rigorosamente aferido.

Escola de Música da UFRN faz concerto gratuito em homenagem a Mozart no domingo (27)

Evento acontece na Escola de Música — Foto: Divulgação

A Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN) fará neste domingo (27), às 19h, o concerto “Com amor, Mozart” no Auditório Onofre Lopes, localizado na própria EMUFRN. A entrada é gratuita e os ingressos começam a ser distribuídos uma hora antes do evento.

O concerto tem a intenção de celebrar o aniversário de 263 anos do nascimento do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart, que acontece no dia 27 de janeiro. Mozart é considerado um dos maiores nomes da música mundial. Além da execução das obras, o concerto trará cartas que o compositor escreveu. A regência e direção artística do espetáculo é do maestro Eli Cavalcante.

Os solistas da noite serão a pianista Isadora Rezende, as sopranos Lúcia Tabita, Sabrina Fernandes e Leciana Oliveira, a mezzo-soprano Daliana Cavalcanti, o tenor César Leonardo e os barítonos Laílson Toscano e José Fernandez.

Fonte: https://g1.globo.com

Vereador leva tiro no peito em tentativa de assalto na Reta Tabajara, na Grande Natal; 6 são presos

Fiat Strada foi interceptado e os seis criminosos que estavam nelo presos — Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi

Seis homens foram presos na madrugada desta sexta-feira (25) suspeitos de estarem assaltando motoristas que trafegavam pela Reta Tabajara, como é mais conhecido o trecho da BR-304 entre Macaíba e a rotatória de acesso à BR-226, na Grande Natal. Em meio aos assaltos, um vereador do município de São João do Sabugi foi baleado no peito. Ele foi levado consciente para o hospital.

Segundo a PRF, o primeiro alvo dos criminosos foi uma Amarok. Mas, o motorista conseguiu escapar da ação e pediu socorro no posto da PRF, em Macaíba. Enquanto os policiais rodoviários seguiam para a Reta Tabajara, os bandidos emparelharam o carro em que estavam, um Fiat Strada, a uma caminhonete Split, onde estavam dois sargentos da PM, dois servidores do Detran e o vereador.

Um dos bandidos atirou contra o motorista da Split, mas o tiro acabou acertando o peito do vereador de São João do Sabugi, que estava no banco do carona. O vereador foi socorrido para o hospital, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde dele.

Quando os policiais chegaram ao local onde estavam ocorrendo os assaltos, os criminosos estavam prestes a abordar um caminhoneiro. O Fiat Strada foi interceptado e os bandidos presos. A PRF informou que as armas dos assaltantes não foram apreendidas porque foram jogadas no mato e ainda não foram encontradas.

Já os criminosos, foram reconhecidos e entregues à Polícia Civil, na Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal.

Fonte: https://g1.globo.com/