Archive for outubro 23rd, 2017

Aberta na Assembleia exposição sobre os 500 anos da Reforma Protestante

Foi aberta na manhã desta segunda-feira (23), na Assembleia Legislativa, a “Expo Reforma”, exposição alusiva à passagem dos 500 anos da Reforma Protestante, que segue até o dia 31 deste mês. Painéis e vídeos sobre o movimento reformista cristão compõem a mostra, que acontece no Salão Nobre da Casa. A iniciativa é do mandato do deputado estadual Jacó Jácome (PSD).
“Com a ‘Expo Reforma’, a sociedade potiguar poderá compreender as consequências políticas, econômicas, culturais e educativas do movimento, como a universalização das escolas, a implantação do projeto metodista e a oferta de uma educação de qualidade”, elucidou Jacó Jácome.
No dia 30 de outubro, às 9h, os 500 anos da Reforma Protestante também serão lembrados em sessão solene na Assembleia Legislativa. Na ocasião, serão homenageados: Antonio de Araújo Targino, Júlio Augusto Barreto Neto, José Romeu da Silva, Álvaro da Silva Barros, Kleber Nobre de Queiroz, Martim Alves da Silva, Mizael Dantas da Silva, Edinaldo Gilmar Rodrigues Melo, Manoel Alencar da Silva e Airton Scheunemann Schroeder.
A exposição vai contar com painéis com informações e imagens do movimento culminado em 1517 por Martinho Lutero e que propôs uma reforma no catolicismo romano. Trechos da série “Lutero: Muito Além da Religião” e depoimentos de pastores locais também serão apresentados ao público, que vai poder visitar a mostra de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h, com entrada gratuita.

Aplicativo que facilita vida de médicos e pacientes vira referência

O aplicativo Bomédico, idealizado pela empresa potiguar Global Gapps Markerting para facilitar a vida de médicos e pacientes no agendamento de consultas, virou referência no mercado potiguar e já está em expansão pelo Nordeste.
O diretor da empresa e um dos idealizadores do app, Rilton Campos, em entrevista a Meio Dia RN, da 98 FM, revelou que em menos de um mês de operação, mais de 50 médicos de diversas especialidades, além de diversos profissionais da área da saúde como odontologistas, nutricionistas e fisioterapeuta já estão cadastrados.
Rilton também destacou que o aplicativo já trouxe resultados positivos para dezenas de pacientes em agendamentos diários. “Nós invertemos o processo. Na nossa plataforma o médico passa a oferecer a sua agenda. Isso permite que o cliente baixe o aplicativo gratuitamente e possa localizar imediatamente aquele profissional que ele quer naquele dia com alguns filtros como localidade, especialidade, subespecialidade e gênero”, completou ao ao afirmar que o aplicativo já está chegando na Paraíba, Ceará e Alagoas.
Ele explicou que o aplicativo foi criado exatamente dentro do contexto de preencher as lacunas dos problemas de longas esperas para consultas. “Normalmente no processo temos que fazer várias ligações para encontrar um médico e, muitas vezes, para uma ou duas semanas depois. Agora, a gente pode pegar o aplicativo e já marcar pro mesmo dia o médico que você quer”, disse.
O aplicativo faz parte de uma plataforma de agendamento e gerenciamento de consultas que tem por objetivo promover uma maior agilidade na marcação, no gerenciamento das consultas e no relacionamento com os pacientes, reduzindo o tempo de espera nas consultas. Entre os benefícios diretos para os médicos estão: a disponibilidade da agenda, aumento na participação do mercado, criação de um canal de relacionamento direto com os pacientes (via atendente), preenchimento e organização da agenda, aumento do número de atendimentos e a redução dos custos administrativos.
Serviço
Mais informações: 99405-6962
Aplicativo disponível na App Store e Google Play

Márcia alerta para número de homicídios no RN e cobra ações de combate à violência

A deputada Márcia Maia (PSDB) externou nesta segunda-feira (23) a sua preocupação com o número de homicídios no Rio Grande do Norte, que atingiu a marca de 2 mil assassinatos em 2017. A parlamentar fez um alerta sobre o risco do Estado terminar o ano registrando um crescimento de quase 25% em relação ao índice de 2016 e voltou a cobrar a elaboração de políticas públicas de combate à violência.

“É preocupante que o Governo tenha anunciado em abril um plano estadual de segurança e, em nove meses, não tenhamos visto qualquer resultado real. As pessoas estão morrendo e a sociedade não tem visto o problema ser tratado como merece, um prioridade, uma questão de vida ou morte”, afirma Márcia.

De acordo com a deputada, o RN pode alcançar a marca de 2,5 mil homicídios ao final de 2017, caso continue registrando a média de sete assassinatos ao dia. Natal, com mais de 520 assassinatos, é a cidade potiguar mais violenta do Estado.

Para a parlamentar, é imprescindível que ações consistentes comecem a tomar forma, inclusive no combate às drogas. Ela explica a importância de fomentar programas que combatam fatores promotores da violência, compreendam as especificidades de cada região e promovam uma cultura de paz.

“Para combater a violência, é preciso compreender as estruturas sociais, políticas e econômicas que sustentam os altos níveis de violência, como o tráfico de drogas. Passa por entender os fatores de risco que levam os jovens a se envolverem na criminalidade e realizar uma política que envolva família e comunidade. Isso é prevenção. A máxima de que um estudante é mais barato que um presidiário é, sem dúvida, uma realidade”, argumenta a parlamentar.

A atenção às áreas onde as manchas criminais são mais altas e que detêm grupos populacionais em situação de risco com programas direcionados para as questões indutoras da violência também é, segundo Márcia, uma fundamento importante para combater esse rápido crescimento no RN.

“É preciso zelar pelo futuro, contudo, precisamos de ações que também contemplem o momento e, por isso, é importante que as políticas repressivas tenham investimento adequado e, desta forma, defendemos a alocação de recursos do empréstimo do Governo do Estado a Caixa Econômica, autorizado pela Assembleia Legislativa, para garantir investimento nesses setores fundamentais de combate à violência”, sugere Márcia.

Homicídios

Com a marca alcançada no domingo (22), o RN registrou o período mais violento de sua história, mesmo antes de o ano chegar ao fim. Em 2016, o Estado contabilizou 1.988 pessoas assassinadas. Além disso, o número de roubos a carro, arrombamentos e outros crimes também tem crescido no RN.

Em abril deste ano o Governo do Estado apresentou um plano estadual de segurança que previa 91 iniciativas com o objetivo de reduzir a criminalidade, cujo foco era o combate ao crime organizado por trás da onda de violência.

Do total de assassinatos, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), cerca de 78% estão relacionados com o tráfico de drogas.

Propina de R$ 1 milhão para Gleisi foi no ‘fio do bigode’, diz ex-deputado

Foto: Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados
Foto: Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados
O ex-deputado Pedro Corrêa (ex-PP) afirmou que propinas de R$ 1 milhão oriundas do suposto caixa de seu partido junto à Diretoria de Abastecimento da Petrobras à campanha de Gleisi Hoffmann (PT) ao Senado, em 2010, foram acertadas “no fio do bigode”. A presidente do PT e seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, são réus por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no STF.
Pedro Corrêa teve sua delação homologada em agosto de 2017 pelo ministro do Supremo Edson Fachin. O ex-parlamentar, condenado a 30 anos na Lava Jato e a 7 anos e 2 meses no Mensalão, é testemunha de acusação em processo contra Gleisi. Ele depôs no dia 19 de setembro.
O ex-deputado confessou ter sido um dos políticos que se beneficiavam de esquemas de corrupção na Petrobras. Ele relata que o falecido deputado José Janene (PP) e o doleiro Alberto Yousseff eram os arrecadadores do PP. A “conta” de propinas do partido na Patrobras era alimentada por desvios de contratos da Diretoria de Abastecimento, ocupada por Paulo Roberto Costa, que também é delator e corrobora com a versão de Corrêa.
Quando Janene esteve doente, em 2010, Pedro Corrêa alega que somente Yousseff passou a prestar contas para os políticos que recebiam propinas no PP. Ele diz que o doleiro “arrecadava, “mostrava” e os políticos faziam “a distribuição para os diversos parlamentares, inclusive para ajudar uns mais necessitados, outros menos necessitados”.
“Então isso, em 2010, Alberto Youssef, numa das reuniões para prestar contas, ele tinha dito que tirou um milhão de reais do caixa do partido, a mando de Paulo Roberto Costa, para entregar ao ex-ministro Paulo Bernardo, de quem eu tinha sido companheiro”, alega.
O ex-deputado relata que chegou a reclamar com o ex-diretor da estatal “porque o PT tinha a Diretoria de Serviços” e o PP enfrentava “dificuldade grande de fazer a campanha, para terminar a campanha do partido”.
“Então fui reclamar de Paulo Roberto, e ele então me disse que tinha sido uma determinação da presidente Dilma, que mandou que ele ajudasse a Senadora Gleisi Hoffmann, e, por isso, ele mandou que se entregasse um milhão de reais. E, na verdade, a Senadora foi eleita e, logo depois, em janeiro, foi Ministra da Presidente Dilma”, afirma.
O ex-parlamentar, no entanto, relata que não restaram provas documentais sobre os supostos acertos.
“Não ficava nada, nada. O trabalho da política e sempre no “fio do bigode”, por isso que a prova do político e mais complicada, porque e sempre o que você tem, que, embora se diga que a pior das provas seja a prova testemunhal, mas e a maneira que tem de juntar a prova, varias testemunhas pra saber que o fato existiu. Porque, na verdade, não tinha escrito nada”.
A senadora Gleisi Roffmann negou irregularidades por meio de sua assessoria de imprensa.
Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2017/10/23/interna_politica,727836/propina-de-r-1-milhao-para-gleisi-foi-no-fio-do-bigode-diz-ex-depu.shtml

Noiva chegou ao casamento em carro da PM para realizar sonho

Noiva chega ao casamento em carro da Polícia Militar, no RN (Foto: Adriano Augusto)
Noiva chega ao casamento em carro da Polícia Militar, no RN (Fotos: Adriano Augusto)

A noite deste domingo (22) foi especial para o casal Érica e Gerivaldo Constantino, que resolveu trocar alianças após sete anos de relacionamento. A cerimônia de casamento, porém, teve um fator inusitado: a noiva chegou ao local marcado em um carro da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, com direito a sirenes e giroflex ligados. Era a realização de um desejo de Érica, de 26 anos, que sonha ser policial desde a infância.

A festa aconteceu em uma chacará em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal. Segundo a própria noiva, alguns convidados se assustaram com a chegada da viatura, mas ela considerou o momento mágico. “Eles não estavam esperando a chegada da polícia, com sirene e tudo”, conta.

Érica e Gerivaldo casaram neste domingo (22) na Grande Natal; ela chegou à cerimônia em um carro da PM (Foto: Adriano Augusto)

Érica e Gerivaldo casaram neste domingo (22) na Grande Natal; ela chegou à cerimônia em um carro da PM (Foto: Adriano Augusto)

O chef de cozinha Gerivaldo, o noivo, de 40 anos, sabia e aprovou a ideia, mas não tinha certeza se Érica realmente teria coragem de chegar à cerimônia no carro da PM. A noiva considerou o momento emocionante. Os policiais do 4º Batalhão levaram ela do salão onde ela se arrumou para a festa até a chacará.

“Eu tinha um sonho, desde a infância, de ser policial. Como não concretizei, pedi ao comando da PM e eles atenderam ao meu pedido”, revela a noiva, que é estudante de Enfermagem. “Sempre achei muito bonito ver mulheres fardadas e considero um importante serviço à sociedade”, complementou.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/era-um-sonho-diz-noiva-que-chegou-ao-casamento-em-carro-da-policia-militar.ghtml

Galeno solicita inclusão de Cerro-Corá no grupo de municípios atendidos pela Armando Ribeiro Gonçalves

A possibilidade de colapso no abastecimento de água no município de Cerro-Corá, na região Seridó, pautou requerimento do deputado Galeno Torquato (PSD) à Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte. Com a iminente seca do Açude do Pinga, que abastece a cidade, o parlamentar pleiteia a elaboração de estudos de viabilidade de inclusão de Cerro-Corá no grupo de municípios abastecidos pela adutora Armando Ribeiro Gonçalves.

“O município enfrentará, num breve espaço de tempo, os severos efeitos da estiagem prolongada, sendo, portanto, de suma importância a celeridade desses estudos de viabilidade técnica para que a população local não seja prejudicada”, justifica Galeno.

Em outros pleitos encaminhados ao Executivo Estadual, o deputado solicita a promoção de edições do projeto Mini Vila Cidadã nos municípios de Antônio Martins e Encanto, no Alto Oeste potiguar. Segundo Galeno, as requisições buscam atender a população mais carente com os serviços essenciais do Governo do Estado, proporcionando também um dia de lazer para as crianças.

O projeto Mini Vila Cidadão é uma versão do Vila Cidadã, que oferece aos munícipes serviços como emissão de Carteira de Trabalho, CPF, cadastro em programas sociais e de emprego.